O que nos pede uma gripe

O que nos pede uma gripe - Mil Grãos

Índice

Neste momento não estou com gripe, nem Já tinha falado sobre gripe este ano, e até deixei a receita da sopa de miso. Quando se está com gripe, os caldos de legumes com miso são uma excelente opção.

No entanto, na última semana estive com várias pessoas que estão com gripe, que acabaram de sair de uma gripe ou que estão a sofrer as consequências de terem tido uma gripe seguida de uma infecção bacteriana que as levou a tomar antibiótico, e que estão doentes há várias semanas. Isto para não falar das pessoas que “sabem” que é mais do que certo que vão apanhar gripe porque estamos no tempo dela.

Também estive com uma pessoa no ginásio que, com febre, tomou paracetamol para poder ir treinar; outra, no trabalho, que fez o mesmo para poder ir trabalhar; e outra que também recorreu a medicação para sair à noite e se divertir.

Isto fez-me reflectir sobre o que nos pede uma doença como a gripe:

  • parar: porque o corpo está a concentrar a energia no despoletar de mecanismos que controlem o vírus e precisa que outro tipo de solicitações sejam reduzidas ao mínimo.
  • Descansar: porque é isso que o corpo pede (ele fala tão bem!) e talvez a gripe até só tenha conseguido vingar no nosso organismo devido a falta de descanso e a não escutarmos as suas necessidades. A gripe pede-nos cama e dormir; que assim seja.
  • Simplificar a alimentação ou não comer: pelos mesmos motivos anteriores, deixar descansar o sistema digestivo que consome tanta energia. Uma criança, que ainda sabe escutar o corpo, recusa imediatamente alimentos, escolhe criteriosamente o que quer e reduz a quantidade ingerida ao mínimo.
  • Definir prioridades: porque face à possibilidade das complicações graves associadas à gripe, que até nos podem levar a um internamento hospitalar ou morte, ir ao ginásio, ir trabalhar ou sair à noite adquirem o seu real valor. Para poder parar, descansar e simplificar a alimentação, é mesmo necessário definir prioridades e fazer escolhas.
  • Evitar condições extremas: porque um corpo que está a concentrar todo o esforço em voltar ao equilíbrio e não o conseguirá fazer se continuarmos a proporcionar-lhe momentos de desequilíbrio como cansaço extremo, falta de horas de sono, frio, refeições pesadas, …
  • Dar tempo: porque uma gripe não passa de um dia para o outro, e isso é fantástico. Ela precisa de tempo talvez porque raramente temos tempo para manter hábitos que nos ajudem a que ela não se instale e faça do nosso corpo a sua casa.
  • Retomar hábitos de saúde: porque tudo o que escrevi antes são coisas que nos ajudam a manter a saúde, principalmente nesta estação do inverno: descanso apropriado, comer de forma simples, definir prioridades, evitar levar o corpo a limites e dar tempo.

Já tinha falado sobre gripe, e até deixei a receita da sopa de miso. Quando se está com gripe, os caldos de legumes com miso são uma excelente opção.

Comentários

Dulce

Com formações e experiência nas áreas da Macrobiótica e no Mindfulness, desenvolvi o projeto Mil Grãos, onde o foco é oferecer-lhe informações, conhecimento, prática e experiências para uma vida mais Humana, Ecológica e Espiritual.

Subscreva a nossa newsletter e receba um ebook de sobremesas

Quer saber as novidades e receber todos os conteúdos em primeira mão? Subscreva à nossa newsletter: